EX-ALUNOS - EX-ALUNAS SALESIANOS
FEDERAÇÃO INSPETORIAL DOS EX-ALUNOS E EX-ALUNAS DE DOM BOSCO - ISJB - Belo Horizonte - MG


ESTREIA 2017 --- TEXTO COMPLETO --- clique


ESTREIA 2018



A água de vida, aquela que só Jesus pode dar, e a atenção salesiana à educação dos jovens – estes os elementos centrais do tema da Estreia para 2018: “Senhor, dá-me dessa água” (Jo 4,15) CULTIVEMOS A ARTE DE ESCUTAR E DE ACOMPANHAR”. O Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime, durante a Sessão Plenária de Verão, do Conselho Geral, apresentou o tema e as linhas guias da mensagem da Estreia – que será difundida, como de tradição, nas imediações do início do próximo ano. Para a escolha do tema da Estreia, o Reitor-Mor decidiu tratar antes a respeito durante a sua última reunião com a Consultoria da Família Salesiana – em Turim, por ocasião da Festa de Nossa Sra. Auxiliadora – e com os Superiores Maiores da Família Salesiana. Foi como fruto de tal diálogo que se escolheu o tema do acompanhamento.
“A frase síntese da Estreia – escreve o Reitor-Mor – corresponde ao vibrante pedido que a mulher Samaritana dirige a Jesus junto ao poço de Jacó. No encontro com Ele, a mulher se sente escutada, respeitada, valorizada; o seu coração leva-a, então, a pedir algo de mais precioso: “Senhor, dá-me dessa água” (a água de vida plena que Tu me estás a oferecer).
Seguindo o fio condutor deste passo evangélico, na perspectiva do próximo Sínodo dos Bispos («Os jovens, a Fé e o Discernimento Vocacional»), o P. A. F. Artime entende aprofundar «a importância que tem, para toda a nossa Família Salesiana e para a sua missão no mundo, cultivar a preciosa arte da escuta e do acompanhamento, com as condições que se devem garantir, as exigências e o serviço que comporta, em si, tanto escutar como acompanhar, na caminhada do crescimento pessoal – cristão e vocacional.
Cinco as partes em que se há de articular a reflexão:
- UM ENCONTRO QUE NÃO NOS DEIXA INDIFERENTES – aquele entre Jesus e a Samaritana, e que deve constituir um modelo de relação com os jovens;
- UM ENCONTRO QUE IMPULSIONA A PESSOA – como Jesus, é preciso buscar em primeiro lugar o bem do outro e, como especialistas em humanidade, ajudar no necessário discernimento;
- UM ENCONTRO QUE TRANSFORMA A VIDA – A exemplo de Jesus que escutae acompanha, é preciso manter uma pedagogia de processos;
As duas últimas partes – EM VISTA DE QUAL AÇÃO PASTORAL? EM COMPANHIA DA SAMARITANA… – foram até agora apenas mencionadas; mas serão ulteriormente aprofundadas.



ESTREIA 2018 - TEXTO COMPLETO - clique


ESTREIA 2019



Meus caros irmãos e irmãs, minha querida Família Salesiana, continuando a nossa tradição centenária, no início deste novo ano 2019, dirijo-me a vós, em todas as partes do nosso “mundo salesiano”, que formamos como Família Salesiana em mais de 140 países. E o faço comentando um tema que nos é muito familiar, e que no próprio título retoma literalmente a Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate[1] do Papa Francisco sobre o chamado à santidade no mundo contemporâneo. Ao escolher o tema e seu título entendo traduzir, em nossa linguagem e à luz da nossa sensibilidade carismática, o forte apelo à santidade dirigido pelo Papa Francisco a toda a Igreja.[2] Desejo apresentar, pois, alguns relevos que são tipicamente “nossos” no quadro da nossa espiritualidade salesiana, compartilhada pelos 31 grupos da nossa Família Salesiana como herança carismática recebida do Espírito Santo por meio do nosso amado Pai Dom Bosco que, sem dúvida, nos ajudará a viver com a mesma alegria profunda que nos vem do Senhor: «Para que a minha alegria esteja em vós» (Jo 15,11). A quem se dirigem essas palavras? Posso assegurar-vos que essas palavras são dirigidas a todos. A vós, meus caros irmãos salesianos SDB. A vós, irmãs e irmãos das diversas Congregações e Institutos de vida consagrada e laical da nossa Família Salesiana. A vós, irmãos e irmãs das associações e dos diversos grupos da Família Salesiana. Aos pais e mães, aos educadores e educadoras, aos catequistas e animadores de todas as nossas presenças no mundo. E a todos os adolescentes e jovens do nosso grande mundo salesiano. Acolho o convite dirigido pelo Papa à Igreja inteira. Sua Exortação não é um tratado sobre a santidade, mas um apelo lançado ao mundo contemporâneo e à Igreja, de modo especial, a viver a vida como vocação e como chamado à santidade; uma santidade encarnada no tempo presente, no hoje, na realidade de cada um e no contexto atual. Faço-me eco desse apelo sempre fascinante à santidade porque o “hoje” da Igreja solicita-nos a fazê-lo. Como eu, todos os últimos Reitores-Mores apresentaram intervenções muito significativas sobre a santidade salesiana e os nossos santos patronos.[3] Como nos anos anteriores, acredito que, além da leitura pessoal, estas indicações sejam suficientes e possam servir como “pontos” da proposta educativo-pastoral dos diversos contextos e situações do nosso “mundo salesiano’ onde trabalhamos.



ESTREIA 2019 - TEXTO COMPLETO - clique